quinta-feira, maio 28, 2009

Da série ‘Frases’: Morrissey


E se um ônibus de dois andares batesse em nós?
Morrer ao seu lado seria um modo celestial de morrer.
E se um caminhão de dez toneladas nos matasse?
Morrer ao seu lado –
Bem, o prazer e o privilégio seriam meus.”

(“There Is a Light That Never Goes Out”, CD The Queen is Dead, 1986)


Durma e sonhe com o amor –
Porque isso é o mais próximo que você conseguirá chegar do amor.”

(“November (Spawned a Monster)”, single, 1990)


A vida é muito longa quando você está solitário.”

(“The Queen is Dead”, CD The Queen is Dead, 1986)


Essa é a cidade litorânea
Que esqueceram de bombardear.
Venha, venha, bomba
Bomba nuclear.”

(“Everyday Is Like Sunday”, CD Viva Hate, 1988)


Se você tiver cinco segundos para gastar,
Vou lhe contar a história de minha vida.”

(“Half a Person”, single Shoplifters Of The World Unite, 1987)


Na minha vida, por que dedico tempo precioso
A pessoas que não ligam se eu vivo ou morro?


(“Heaven Knows I'm Miserable Now”, single, 1984)


Em minha vida, por que eu sorrio
Para pessoas nas quais preferia muito mais
Dar um chute no olho?

(idem)


Não é como algum outro amor – é diferente, porque somos nós.

(“Hand In Glove”, CD The Smiths, 1984)


Conheço muito bem a minha sorte – e provavelmente não verei você de novo.

(idem)

4 comentários:

renato disse...

Pessimismo claro, e belo.
muito bom! (Nan)

Marcos Aurélio disse...

goticismo explendoroso do mestre morrissey!

Anônimo disse...

Hehe, adoro as frases deprimentes do Morrissey ^^

Anônimo disse...

Adoro as frases do Morrissey :) Parabêns pelo Blog